Amesterdão. Venda de canábis a turistas nos cafés pode ser proibida

Muitos países estão já a repensar o turismo pós-pandemia e, no caso de Amesterdão, a proibição da venda de canábis a turistas nos cafés pode vir a ser uma das mudanças.

A medida, apresentada por Femke Halsema, a autarca da cidade, prevê que apenas residentes na Holanda com passaporte terão permissão para entrar numa das 166 cafelarias de Amesterdão, tal como já acontece no restante território nacional.

Para além disso, a autarca quer ainda limitar o acesso de turistas no Red Light District e criar medidas de turismo sustentável, segundo avança a Euronews.

Por Rúben Henriques

Licenciado em Artes e Humanidades pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Rúben Henriques tem também uma pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Já trabalhou em alguns órgãos de comunicação social e, atualmente, é livreiro numa grande cadeia nacional.