Atlas Portulano do século XVI foi recuperado em Espanha

Publicado em Categorizado como Novidades Etiquetas: ,
Créditos: Jornal Público

A Polícia Nacional de Espanha recuperou um valioso Atlas Portulano do século XVI. A obra é da autoria do genovês Battista Agnese e está avaliada em 2 milhões de euros.

Tanto quanto se sabe, o Atlas foi apreendido, tendo estado na pose de um britânico, e doado à Biblioteca Nacional de Espanha. De acordo com o Jornal Público, a polícia espanhola foi alertada, por uma fonte anónima, para a possibilidade de esta obra valiosa poder sair do país.

Battista Agnese, autor do atlas, foi um cartógrafo que trabalhou em Veneza entre 1536 e 1564, ano da sua morte. De acordo com o historiador José Luis Gonzalo Sánchez-Molero, professor da Faculdade de Ciências da Documentação da Universidade Complutense de Madrid, Battista Agnese recebeu várias encomendas de atlas feitas pelo rei Filipe II (Filipe I, em Portugal).

De acordo com a Europa Press, e tal como se pode ler no artigo do Público, “Os seus atlas, considerados obras de arte pela sua qualidade e beleza, são na sua maioria portulanos e náuticos, impressos em pergaminho para altos funcionários ou para ricos mercadores”. Embora se acredite que Battista Agnese tenha desenhado à volta de uma centena de mapas deste género, apenas 70 se conservaram.

Por Catarina Duarte Alves

Licenciada em Línguas, Literaturas e Culturas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Catarina Alves é uma apaixonada por livros e, atualmente, trabalha como livreira numa cadeia nacional.