Os melhores livros para se ler numa tarde

Publicado em Categorizado como Novidades
Créditos: DR

“O Grande Gatsby” de F. Scott Fitzgerald

Créditos: DR

Em plena era do jazz, acompanhamos a história de amor entre Jay Gatsby e Daisy. Através do olhar provinciano de Nick Carraway percebemos como Jay se tornou milionário, movido pela paixão que sente por Daisy, uma jovem rica e bela. Neste retrato dos loucos anos 20 e dos prazeres e excessos da sociedade da época, esta história de amor tem tudo para correr mal: após o reencontro de ambos, Gatsby é vítima da sua ambição e da falta de valores da sociedade americana da época.

Fitzgeral escreve uma história alucinante sobre o fascínio e a boémia, levando o leitor a apaixonar-se por este livro.

“A Metamorfose” de Franz Kafka

Créditos: DR

George Samsa acorda certa manhã e, sem saber como, está metamorfoseado num gigantesco inseto. É através desta personagem, outrora humana, que Kafka aborda temas transversais a toda a sua obra, tai como o comportamento humano e a impotência perante o absurdo.

A personagem encontra-se, portanto, frente a frente com a sua própria repugnância, sendo obrigado a esconder-se nos aposentos. Após a repulsa da família, George é rejeitado por completo pela sociedade com indiferença.

“Fahrenheit 451” de Ray Bradbury

Créditos: DR

Bradbury conta a história de um bombeiro, Guy Montag, cujo emprego é destruir livros proibidos e as casas onde estão escondidos. No final de um dia de trabalho, Montag regressa a casa para perto da esposa, Mildred, que apenas vê televisão. Quando Montag conhece a vizinha Clarisse, ela mostra-lhe um passado em que a população vivia sem medo e dá-lhe a conhecer ideias expressas em livros; e quando conhece um professor, apercebe-se que as pessoas podem pensar por elas próprias.

Este é um clássico da literatura distópica que mostra a possibilidade de uma realidade não distante, mesmo sessenta anos depois da sua publicação.