Henryk Sienkiewicz. O autor dos melhores romances históricos e épicos

Publicado em Categorizado como Prémio Nobel
Créditos: Arquivo da Fundação Nobel

Henryk Sienkiewicz nasceu a 05 de maio de 1846, na Polónia, no ceio de uma família nobre. Embora tenha estudado literatura, história e filosofia na Universidade da Varsóvia, não recebeu o diploma, pois iniciou a sua vida profissional como jornalista e escritor. Com o virar do século, Sienkiewicz tornou-se o escritor mais popular e reconhecido na Polónia, devido aos seus contos e diários de viagem.

Na década de 1880, o autor começou a escrever romances históricos e épicos, tendo-os publicado em formato de episódios nos jornais polacos. A sua trilogia de contos mais famosa conjuga factos históricos, ficção e um forte tom patriótico, dando a conhecer o quotidiano polaco de meados do século XVII: Ogniem i mieczem, Potop e Pan Wolodyjowski. Numa das suas viagens por Itália, inspira-se para escrever Quo Vadis (1895), um romance que retrata o início do cristianismo.

Com a Primeira Guerra Mundial, mudou-se para a Suíça e integrou o Comité Suíço de Ajuda às Vítimas de Guerra. Oito depois da sua morte, a 15 de novembro de 1916, o seu corpo foi trasladado para a Polónia.

Em 1905, a Academia Sueca atribuiu-lhe o Prémio Nobel da Literatura devido aos seus escritos épicos:

because of his outstanding merits as an epic writer.

Site Oficial do Prémio Nobel.