Livros para se ler em 24 horas

Os melhores livros para quem goste de ler, mas não tem a disponibilidade desejada.

“Poesia” de Sophia de Mello Breyner Andersen

Créditos: DR

Em 1944, Sophia publica o seu primeiro livro de título “Poesia”. Encontramos poemas não só sobre o elemento que mais fascina a poetisa, o mar, mas também sobre a morte e o terror, o sonho e a exaltação, a plenitude e a ruína. É um livro belíssimo, que fascinará até os leitores que não se identifiquem com o género.

“A Odisseia de Penélope” de Margaret Atwood

Créditos: DR

Agora é a vez de Penélope contar a sua história. Penélope foi imortalizada pelo mito, sendo ainda hoje um exemplo da esposa fiel que, no seu caso, tece durante o dia e destece durante a noite para afastar os pretendentes. Todo este trabalho, pois espera pelo regresso do marido, Ulisses.

Penélope conta o que viveu, revelando esquemas de que foi alvo, a luxúria, a ganância e a violência que presenciou. Esta personagem não poupa ninguém e assim todos são alvos da sua opinião e crítica.

“O Meu Nome É Lucy Barton” de Elizabeth Strout

Créditos: DR

Acompanhamos uma história de mãe e filha, que aborda o tema da distância e da solidão. Através de pensamentos e fragmentos de memória da própria Lucy Barton, lemos sobre vários temas ou problemas no seio desta família. Contudo, e apesar dos traumas de infância que ainda acompanham Lucy, percebemos que esta personagem é feliz e fascinada pelas pessoas que vão atravessando o seu caminho.

Mais do que uma história de um a personagem ficcional, este é um livro que retrata o ser humano na sua verdadeira essência.