Os melhores romances históricos

Enquanto a História nos dá a conhecer como chegámos até aqui, o romance histórico ajuda-nos a imaginar como personagens importantes da história se sentiram.

Esta semana, deixamos três livros cuja ação acontece em três épocas diferentes: a Segunda Guerra Mundial, o tempo da escravatura nos Estados Unidos da América e a Idade Média inglesa.

“Toda a Luz que Não Podemos Ver” de Anthony Doerr

Créditos: DR

O caminho de uma jovem mulher cega francesa, Marie-Laure, cruza-se com o caminho de um jovem órfão alemão, Werner Pfenning. Ambos tentam sobreviver à devastação causada pela Segunda Grande Guerra.

Anthony Doerr combina, neste fantástico livro, descreve uma relação de amizade, inocência e humanidade entre duas pessoas tão diferentes uma da outra, num tempo em que parece reinar o ódio e as trevas.

“Raízes” de Alex Haley

Créditos: DR

“Raízes” conta a história de Kunta Kinte, um homem negro que foi levado de sua casa, em África, para ser vendido como escravo nos Estados Unidos da América.

Neste livro comovente, o autor explora o tema da liberdade através das angústias, do medo e dos horrores vividos por Kunta Kinte.

“Os Pilares da Terra” de Ken Follett

Créditos: DR

Assistimos ao desenvolvimento da arquitetura Gótica numa Inglaterra do século XII. Follett dá-nos a conhecer um pedreiro que tenta seguir o seu sonho de edificar a maior catedral gótica do país.

Este livro é um retrato da Idade Média na sua emotividade, jogos de poder e vingança, traição e beleza na arte.