Picasso. Os livros que melhor explicam a vida do artista

DR

Pablo Picasso faria esta segunda-feira, 25 de outubro, 140 anos. O número é impossível de alcançar para qualquer mortal, mas não para um artista que já ultrapassou e deixou várias gerações apaixonadas pela sua obra.

Nasceu em Málaga, Espanha, em 1881, mas construiu toda a sua carreira em França. Pintor, escultor, ceramista, cenógrafo, poeta e dramaturgo, assinou obras como Guernica (1937), Le Rêve (1932) ou Les Demoiselles d’Avignon (1907).

Para assinalar a data, a Subscrito escolheu alguns livros que explicam a vida e obra do espanhol. Começamos por Chamo-me… Picasso, de Eva Bargalló. Esta edição da Didáctica Editora está contemplada numa coleção dedicada a várias personalidades da história. O que esta obra tem de diferente é que está organizada por eventos, portanto é possível perceber ao longo das décadas tudo o que aconteceu com Picasso.

“Roses Trémières” por Berthe Morisot
“In the Bois de Boulogne” por Berthe Morisot
“Young Woman in Mauve” por Berthe Morisot

Seguimos para O Essencial sobre Pablo Picasso, uma edição da Imprensa Nacional Casa da Moeda, que também faz parte do Plano Nacional de Leitura, bem como o primeiro livro que aqui sugerimos. Nesta leitura recomendada para os jovens que se encontram a frequentar o 9º ano de escolaridade, pode ler-se uma suma daquilo que foi a vida de Picasso.

Por fim, As 10 Invenções de Picasso, de Manuela France, descodifica os momentos que a autora considera terem sido os mais importantes dos seus 92 anos de vida. Editada pela Bizâncio, a obra da autora refere-se a Picasso como um “génio”.

Por Rúben Henriques

Licenciado em Artes e Humanidades pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Rúben Henriques tem também uma pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Já trabalhou em alguns órgãos de comunicação social e, atualmente, é livreiro numa grande cadeia nacional.